COVID-19: Mais uma brasileira vacinada nos EUA

COVID-19: Mais uma brasileira vacinada nos EUA
26/04/2021

Entrevista com Glady Sharp Por Dra Rita Tonielo

Seu nome completo e idade.

Gladys Sharp, tenho 45 anos

 

Como funciona a vacinação aí? Você possui convênio? Ou particular?

A vacina aqui é gratuita, pelo governo. E sim eu tenho convênio.

 

Quanto tempo você reside aí? O que faz, qual ramo?

Eu Moro ha 22 anos aqui no EUA, atualmente moro em Houston, no Texas. Sou mãe e trabalho como corretora de imóveis aqui.

 

Tomou vacina? Qual é quando? Como fez para tomar? Quais as regras?

Tomei a segunda dose da vacina dia 17/04/21. Aqui  no estado do Texas vacina já está liberada pra todas as pessoas acima de 18 anos. Você pode agendar online, assim eu fiz. Agendei online. A única regra é ser maior de 18 anos de idade.

 

Aí teve lockdown? Aí teve quarentena? Quando teve o que fez ? Como eles agiam ?

Sim tivemos lockdown bem no comecinho da pandemia em março e abril do ano passado.  E teve quarentena sim, principalmente pra quem quisesse entrar no país. Mais agora está mais tranquilo. Estamos com mais 40% da população vacinada, então as coisas estão se acalmando por aqui. Um fato interessante que está acontecendo aqui é que estão sobrando vacinas, muitos americanos estão resistentes a tomar a vacina. Quando fui tomar minha segunda dose, sábado passado, a enfermeira me disse que eu era a única a aparecer para tomar a vacina que estava agendada naquela tarde. E que tinham agendado cem pessoas para tomar e só trinta apareceram. Aqui o governo está fazendo propaganda na televisão e tudo. Mais muitos estão resistentes. Por um lado, eu até entendo, porque não tem nenhuma estatística comprovando a efetividade da vacina, mais por outro lado, não acho que colocariam uma multidão de pessoas em riscos se não tivessem a certeza de que essa vacina vai ajudar a combater o vírus. Pelo menos, eu estou bem confiante que logo tudo vai estabilizar e vamos poder respirar aliviados. Tomei a vacina da Pfizer nas duas doses. Não tive sintoma nenhum, foi supertranquilo.

 

Como continuam as restrições? Aí já voltaram ao normal?

Aqui está tudo voltando ao normal, o uso da máscara não é obrigatório e sim opcional, os comércios  já estao funcionando  em sua totalidade. Não digo que estamos com a vida 100% normal, mas estamos no caminho.

 

Conhece pessoas que não vacinaram?

Sim, conheço muitas. Meu marido é um deles. Muitos dos meus amigos e conhecidos vão esperar até o ano que vem pra vacinar, pra terem a certeza que a vacina é segura e eficaz.

 

O país obriga a vacinação?

Não, de jeito nenhum. É opcional. Toma quem quer. Eu vou te confessar que eu só tomei, por que vou viajar e é um requisito pra poder sair ou entrar em outro país. Porque se eu fosse ficar aqui eu talvez não teria tomado. Ia esperar mais um pouco também. Primeiro porque não estou no grupo de risco. Sou saudável, não tenho nenhuma doença pré existente e faço exercícios físicos regularmente. Tomo minhas vitaminas e me cuido bem. Aqui na minha casa ninguém pegou e não conheço ninguém daqui do meu círculo de amizade que tenham pegado. No Brasil, meu irmão pegou, ficou super mal, mais agora está se recuperando. Enfim, minha opinião é vacina pra todos sim. Mais com democracia, pra quem quiser e quem estiver no grupo de risco. E enquanto não é liberada pra todos, se cuidem, se exercitem, comam bem, usem máscara, álcool gel, evitem aglomerações. Se cada um de nós fizermos um pouco e formos conscientes logo tudo isso estará sobre controle e poderemos seguir nossas vidas.