Você conhece os riscos de linhas com cerol?

Você conhece os riscos de linhas com cerol?
29/06/2020

A pipa, também conhecida como papagaio, é feita com uma armação de varetas de madeira coberta por papel de seda, plástico ou tecido, sustentada por uma linha comprida presa à armação, que ajuda a elevar o objeto com a força do vento.
Soltar pipas e papagaios é umas das tradições e brincadeiras mais antigas, sendo uma diversão para a criançada e até para adultos. Com os ventos do final do outono e que atravessam o inverno, a temporada de pipas costuma começar em junho e vai até agosto marcando, geralmente, as férias de julho. Mas, e quando essa diversão fica perigosa e ameaça vidas?
A brincadeira inocente transforma-se em risco quando as pessoas decidem utilizar o cerol, uma substância feita com cola e pequenos pedaços de madeira, vidro ou ferro. O cerol é passado nas linhas com o intuito de “podar” outras pipas, cortando a linha e interrompendo a brincadeira.
Por ser uma substância cortante, o cerol pode ocasionar acidentes fatais em ciclistas, motociclistas e pedestres, pois quando a linha está totalmente esticada torna-se difícil visualizá-la, e, ao passar por ela, a mesma funciona como uma guilhotina, um instrumento perfurocortante, podendo produzir lesões corporais de grande profundidade e até morte. Os ferimentos podem ser ainda mais graves se o contato com a linha com cerol for feito em velocidade.
Quem faz o uso do cerol também pode se cortar ao manusear o produto. Há também o risco de enroscar essa linha em fios de alta tensão e a pessoa sofrer uma descarga elétrica, principalmente se contiver pedaços de ferro no cerol.
No município de Sertãozinho, a Lei Municipal 3.267/97 prevê multa no valor de 10 salários mínimos com cassação de alvará a estabelecimentos que vendam esses tipos de substâncias.
Segundo o comandante da Guarda Civil Municipal, Thiago Carvalho, a GCM e a Fiscalização de Posturas estão programando uma ação conjunta para fiscalizar estabelecimentos que estiverem fazendo a comercialização deste produto. “Faremos um amplo trabalho de fiscalização. Lembrando que, quem estiver fazendo o uso desta substância, pode responder processo civil e penal quando há algum dano de integridade física em alguma outra pessoa. Podendo responder por crimes de lesão corporal, de acordo com a Constituição. Se forem crianças, os pais ou responsáveis pelos menores sofrerão as punições”, informou.
O comandante também passou algumas orientações. “Neste momento de pandemia a recomendação é para as crianças ficarem em casa. Mas, quando tudo isso passar, as orientações são para que os pais não deixem as crianças utilizar linhas com substâncias cortantes. Além disso, o lugar adequado para empinar pipas é longe de rede elétrica e do trânsito, sempre em lugares abertos. Todas essas recomendações são importantes para a prática segura dessa atividade, sem causar nenhum tipo de dano”, completou. (Departamento de Comunicação PMS)

Legenda: Pipas e papagaios com cerol podem causar acidentes fatais
FOTO: PIXABAY

fotos