VEREADORA MARIA NELI MUSSA TONIELO - DENOMINA “ANGELA MARIA PELÁ” O CENTRO CULTURAL E DE EXPOSIÇÕES DA CÂMARA MUNICIPAL DE SERTÃOZINHO

VEREADORA MARIA NELI MUSSA TONIELO - DENOMINA “ANGELA MARIA PELÁ” O CENTRO CULTURAL E DE EXPOSIÇÕES DA CÂMARA MUNICIPAL DE SERTÃOZINHO
18/11/2019

Justa homenagem a uma mulher de fibra, de caráter ímpar, a profissional mais antiga da nossa Câmara Municipal. Conhece tudo e mais um pouco das leis que regem o nosso município, teve a honra de trabalhar com grandes políticos que passaram pela Câmara Municipal nos últimos 40 anos. Angela Pelá é um arquivo vivo ou melhor dizendo “Uma” grande enciclopédia da história de Sertãozinho. Justa, justíssima homenagem.

 

“Nasceu no dia 07 de fevereiro de 1954, na cidade de Sertãozinho, filha do Senhor Thirso Pelá e da Senhora Maria Aparecida Bartoletti Pelá, tem como irmãos: Ricardo Cesar, Rui Sérgio (in memorian), Sandra Sueli (in memorian), Thirso Júnior, Luiz Fernando, Tereza Cristina(TuKa) – Adriana, Gisela Maria e Pedro Paulo(in memorian).

 

De seu relacionamento com o Senhor José Olimpio Carneiro (in memorian) nasceram os gêmeos: Dudyano, casado com Josy, e Kalycurt (in memorian), e Ravano Auê, casado com Giselle e desse enlace nasceu a linda netinha Manuella.

 

Em 1972, com apenas 18 anos, teve o seu primeiro emprego no consultório médico do Doutor Magalhães.

Em abril de 1973, começou a trabalhar na Câmara Municipal de Sertãozinho na função de Auxiliar Administrativo.

Em 1974, prestou concurso para o cargo de Datilógrafa, passando com excelência em 1º lugar. À época, o diretor era o Senhor José Pereira de Carvalho (in memorian), um homem rigoroso e que lhe ensinou tudo o que sabia, fazendo com que Angela se tornasse uma funcionária excelente. Ela também contou com a mestra, a Senhora Regina Cristina Meloni de Camargo, que lhe ensinou a técnica da redação oficial, deu dicas profissionais valiosas e é até hoje sua grande amiga.

Em 1977, Gal e seu companheiro Carneiro, como gostavam de ser chamados, estavam "grávidos" e decidiram fazer uma aventura, claro que sem o consentimento dos pais. Juntos, eles foram para o Rio Grande do Norte (Natal).

Até que os gêmeos nascessem, passaram por muitas dificuldades em Natal. Foi uma luta diária, viver sozinhos com dois bebês não seria fácil, mas tudo o que fizeram foi para seu crescimento, para acrescentar fibra na grande mulher que se tornou hoje. Depois que seus filhos nasceram, viajaram de Kombi durante 6 meses por todo Nordeste. Com certeza é uma passagem muito feliz de sua vida, e que nada e ninguém poderá apagar, mesmo diante das muitas lutas.

Depois que essa fase de sua vida passou, retornou para nossa cidade e para sua jornada no órgão público.

Em 1990, ganhou um amigo, Vanderlei Moscardini e, juntos trouxeram uma outra visão para a Câmara Municipal. Juntos, eles se ajudaram e construíram uma nova etapa na história da Casa de Leis.

Em 1991, ganhou uma nova companheira de trabalho no Departamento Legislativo: a funcionária Rita de Cássia Pavan Castro, que tornou sua amiga e segue até hoje na Casa de Leis.

No Departamento Legislativo que a homenageada faz parte, ela conta com uma equipe, que a respeita e trabalha com muita dedicação, são eles: Rosângela Dias, Mirian Chiari, Dayane David, Bruna Mouro, Renata Oliveira e Ulisses Jardim. 

A verdade é que Angela inspira a maior parte dos funcionários dessa Casa de Leis.

Com um dom peculiar para o trabalho, ela causa admiração a qualquer um e, claro, que com tanto esforço e dedicação, ela foi crescendo profissionalmente, tornando-se chefe de departamento e, logo em seguida, diretora.

Angela é viciada em trabalho, ama o que faz, veste a camisa e se dedica à Câmara Municipal como a si mesma. Fica triste quando algo sai errado e se alegra quando tudo dá certo. Rigorosa no que faz, às vezes, acaba sendo incompreendida por alguns. Mas, no fundo, todos sabem que tudo o que faz é para o melhor da Câmara.

Angela viveu grandes momentos em seu trabalho, viu prefeitos e vereadores chegando e indo embora, participou de todas as mudanças em nosso município, principalmente da era digital moderna. Segue aprendendo e ensinando a cada dia, participa de cursos e palestras buscando mais conhecimento em sua vida profissional e pessoal.

Gosta de estar atualizada e busca na leitura a reflexão e outras formas de informação. Cada projeto complicado que chega, ela estuda com afinco para poder entender e melhorar cada vez mais como profissional. Falar de seu profissionalismo demoraria muito mais do que umas simples palavras, mas todos que passaram por esta Câmara, e que ainda vão passar, sabem da dedicação e do amor que Angela Maria Pelá tem por seu trabalho.

Afinal, são 46 anos. Isso mesmo, quase cinco décadas dedicadas exclusivamente ao Poder Legislativo. E, se pararmos para pensar em tudo que os olhos de Angela visualizaram neste tempo todo, é possível perceber, reconhecer e agradecer suas contribuições à cidade de Sertãozinho e Distrito de Cruz das Posses.

Além de exímia profissional, Angela é uma pessoa muito alegre, cheia de graça e harmonia, se adapta em qualquer lugar, com sua maneira leve e descontraída de se vestir, de falar e de ser.

É uma mulher marcante, que se faz ser lembrada por onde quer que vá.

Aos 65 anos, gosta de esportes. Para quem não sabe, é uma ótima nadadora. Além disso, dedica parte de sua vida à musculação, yoga e pilates.

Ama sair, principalmente viajar e adora se aventurar. Sempre que pode, viaja com os filhos e com amigos, trazendo consigo mais alegria e novidades de suas viagens.

Festeira, não perde um convite de seus amigos para sair, pois todos gostam de sua companhia. É apaixonada por um bom “rock and roll".

Angela celebra a vida como se fosse o último dia de sua vida. Falando em vida, sua sempre companheira, uma linda cachorra da raça lhasa, tem justamente esse nome: VIDA.

Dizem que o coração de uma mulher guarda muitos sentimentos. Todos sabem que ela passou por muitos desafios, sofreu muito e, com certeza, ainda sofre calada suas perdas. Perdeu pessoas queridas ao longo desta jornada, venceu uma doença com muita garra e vontade de viver, mas nem essas perdas e lutas conseguiram apagar essa mulher cheia de vida e cores.

Portanto, temos a consciência que Angela Maria Pelá merece essa e tantas outras homenagens, já que ela ama este lugar como sua segunda casa, e por sua linda história.

Assim, Denominamos "Angela MARIA PELÁ" o Centro Cultural e de Exposições da Câmara Municipal de Sertãozinho, para que se eternize nesta Casa de Leis, para que gerações futuras possam entrar nesta Casa, ver o seu nome no Centro Cultural e saber quem foi Angela Maria Pelá e sua brilhante contribuição para a Câmara Municipal, e especialmente para a história de Sertãozinho. “

*Texto retirado do decreto.

“Minha amiga Angela você deve escrever um livro contando tudo o que você já viu na Câmara de Sertãozinho” Neli Tonielo.