Projeto “Vamos Aprender” começa nesta segunda-feira na STZ TV

Projeto “Vamos Aprender” começa nesta segunda-feira na STZ TV
14/09/2020

Os conteúdos serão apresentados pelo canal da STZ TV, às segundas e quartas-feiras, das 14h30 às 15h00, com conteúdo pedagógico que segue a Base Nacional Comum Curricular (BNCC);

Os estudantes da rede municipal de ensino de Sertãozinho contam a partir desta segunda-feira (14) de setembro com programação educativa exibida pela televisão, por meio do canal da STZ TV, canal 59.1 HD e 4 NET, às segundas e quartas-feiras, das 14h30 às 15h. A implementação do projeto é parte das iniciativas da secretaria para mitigar os impactos da pandemia na educação pública e oferecer aos estudantes alternativas de aprendizagem não presencial.
A iniciativa é resultado de uma parceria do município com o projeto Vamos Aprender, que foi desenvolvido pela União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e o Conselho Nacional dos Secretários de Educação (Consed), com apoio da Fundação Lemann, Fundação Roberto Marinho, do CIEB (Centro de Inovação para a Educação Brasileira) e da Unesco. O Vamos Aprender disponibiliza, gratuitamente, programas educativos para redes de ensino com conteúdo dirigido a estudantes de todas as etapas da educação básica: Educação Infantil, anos iniciais e finais do Ensino Fundamental e Ensino Médio. O conteúdo oferecido conta com parceria de várias instituições, como Canal Futura, Khan Academy, MultiRio, entre outras, que disponibilizaram gratuitamente seus materiais pedagógicos.
No total, são 320 programas pedagógicos disponíveis, que envolvem desde vídeos interativos, com conteúdo didático e exercícios, até textos e orientações. Todas as áreas de conhecimento são contempladas no conteúdo.
A programação exibida pelo canal da STZ TV terá duração de uma hora semanal, sendo 30 minutos na segunda e 30 minutos na quarta-feira. O conteúdo será direcionado à Educação Infantil e estará na TV das 14h30 às 15h00.
"Essa é uma estratégia que os municípios podem adotar neste momento que estamos vivendo, no qual as aulas estão suspensas em função da pandemia. A televisão tem um potencial muito grande: nos municípios maiores sabemos a força que tem e, nos municípios menores, muitas vezes é o veículo mais utilizado. Em meio ao isolamento social e suspensão das aulas presenciais, essa é uma maneira de criar momentos para que as crianças tenham uma rotina e continuem sendo estimuladas a aprender", comenta Luiz Miguel Martins Garcia, Dirigente Municipal de Educação de Sud Mennucci/SP e presidente da Undime.
O diretor executivo da Fundação Lemann, Denis Mizne, destaca a importância de oferecer alternativas de ensino não presencial na pandemia: “É um importante passo para que o ensino remoto alcance todos os estudantes, como aqueles que não têm acesso à internet. É importante que os alunos brasileiros continuem aprendendo e se desenvolvendo durante o isolamento social”, diz Mizne.
A presidente do CIEB, Lucia Dellagnelo, reforça a necessidade de utilizar a tecnologia neste momento. "É muito importante apoiarmos as redes de ensino na oferta de conteúdos educativos que possam ser disponibilizados aos estudantes por TV e/ou plataformas digitais. Diversas tecnologias devem ser utilizadas para viabilizar a continuidade do processo de ensino-aprendizagem durante a pandemia. As escolas podem estar fechadas, mas a aprendizagem deve continuar!", diz Lucia.
“Temos que garantir o apoio à educação a todos sempre, especialmente neste cenário. Vamos Aprender será disponibilizado para que crianças e jovens de todos os segmentos escolares, suas famílias e educadores tenham acesso a recursos educacionais de qualidade pela TV e plataformas digitais das Secretarias de Educação. A TV está ao alcance da maioria e aqueles que tiverem internet poderão acessar conteúdos complementares”, diz Mônica Pinto, gerente de desenvolvimento institucional da FRM. (Com informações da Fundação Lemann)