Novo sistema de transporte público de Sertãozinho passa a operar em março

O secretário de Segurança Pública e Trânsito, João Batista de Camargo Júnior, em uma das inúmeras reuniões com a empresa vencedora da licitação, para afinar os detalhes que envolvem as mudanças no transporte público de Sertãozinho e Cruz das Posses
04/02/2019

Sertãozinho vivenciará uma grande mudança em seu sistema de transporte público a partir do dia 10 de março. O secretário de Segurança Pública e Trânsito do município, João Batista de Camargo Júnior, recebeu a reportagem do Departamento de Comunicação para um bate-papo e destacou que, entre as novidades, estão a implantação do Bilhete Eletrônico (mecanismo de integração) e a construção de novos pontos cobertos.

Segundo ele, as alterações visam a melhoria na oferta, qualidade e rapidez para os usuários. Confira todas as novidades na entrevista abaixo:

DECOM: A partir do dia 10 de março, o transporte urbano público de Sertãozinho e Cruz das Posses sofrerá uma mudança geral. Um dos destaques será a abertura de novas linhas (itinerários). Como isso se dará e quais serão as vantagens para a população?

O transporte público urbano passará por uma profunda mudança no seu modelo. O atual sistema será totalmente modificado e a mudança visa à melhoria na oferta, qualidade e rapidez para os usuários. Serão 11 linhas novas, com alterações nos itinerários, locais de embarque e desembarque dos passageiros, e mais horários à disposição da população. Acrescenta-se a tudo isso o aumento da frota atual, que é de 13 ônibus, para 20, sendo 12 deles 0 km e os demais, com idade média de 5 anos. Periodicamente, quando houver troca de ônibus para atender a idade média, deverá ser substituído por um 0 km.

DECOM: Uma novidade será o Bilhete Eletrônico, uma ferramenta de integração. Como funcionará esse sistema?

O bilhete integração irá possibilitar ao usuário, num período de 2 horas, a contar de seu embarque no ônibus, o prosseguimento da viagem sem o pagamento de um novo bilhete. Um exemplo: caso o usuário resida em Cruz das Posses e queira se deslocar à Cohab III, poderá desembarcar no Terminal Urbano e prosseguir viagem num outro ônibus para chegar ao seu destino, pagando apenas uma tarifa. Entretanto, o sistema não aceita o retorno da viagem.

DECOM: A nova licitação que entrará em vigor prevê benfeitorias físicas em pontos de ônibus, por exemplo?

Conforme consta em contrato, a empresa responsável pela operacionalidade do sistema do transporte público urbano deverá, num prazo máximo de 1 ano, instalar 200 totens de identificação nos novos pontos de ônibus, bem como instalar 40 pontos de ônibus com cobertura. Tendo em vista a completa alteração do modelo de transporte público, iremos analisar no início das atividades, previstas para o dia 10 de março, o comportamento da demanda de passageiros de cada itinerário, para ratificarmos os locais ou proceder com ajustes.

DECOM: Como essas mudanças se tornaram possíveis, mesmo com a manutenção da tarifa em R$ 3,70?

Na realidade, pela composição da planilha de custos, a qual fez parte do edital licitatório, o preço da tarifa era de R$ 3,95. No entanto, durante o processo licitatório, o preço diminuiu para R$ 3,70, que é o atual valor da tarifa.

Essa notícia foi uma surpresa positiva, pois até setembro de 2019, o preço se manterá. A partir de então, a nova tarifa a ser estabelecida vai depender muito da demanda de passageiros. Atualmente, segundo dados da empresa, há um público mensal pagante de, aproximadamente, 88 mil pessoas. A previsão da Administração Pública, alicerçada em estudos técnicos, para que haja o equilíbrio econômico, é de que será necessário um público pagante de aproximadamente 125 mil pessoas. Caso não se consiga atingir essa quantidade aproximada de passageiros pagantes, haverá a necessidade de ajustar o valor da tarifa conforme planilha de custos. Salienta-se que, atualmente, 36% dos passageiros usuários do sistema de transporte público urbano são isentos de pagamento de passagens.

DECOM: De que forma a população será informada de todas essas novidades?

Está prestes a ser lançada uma maciça campanha publicitária por parte da Prefeitura Municipal e da empresa concessionária do transporte público urbano, no sentido de informar, esclarecer e dirimir dúvidas junto à população sobre as inúmeras alterações que ocorrerão e que passarão a vigorar no dia 10 de março de 2019. Estaremos utilizando todos os canais de comunicação disponíveis para transmitir esses dados aos usuários, inclusive folhetos que serão entregues nas residências. É um período de cerca de 40 dias para prepararmos a população a utilizar esses benefícios.

Entendo que, essa é uma conquista histórica para a nossa população. Esse resultado só foi possível devido à vontade política do nosso prefeito em mudar esse sistema de transporte público, o qual apresentava inúmeras falhas e insatisfação por parte da população. Foi necessário realizar três processos licitatórios para finalmente ter uma empresa vencedora. Durante as licitações, ocorreram muitas ações protelatórias de empresas que sequer estavam participando dos certames. Mas, a persistência e a determinação acabaram prevalecendo.

Agora, para que o novo sistema tenha resultado e seja bem-sucedido, torna-se fundamental que a população utilize o transporte público. Foram investidos mais de R$ 10 milhões pela empresa vencedora da licitação e, caso não haja a demanda esperada, haverá a necessidade de rediscutir a quantidade de ônibus, número de linhas, horários e aumento da tarifa, entre outros.

Então, faço um pedido à população para que prestigie uma conquista que é sua. Finalizando, solicito que, no início das atividades do novo sistema, haja um pouco de paciência por parte dos usuários nas eventuais intercorrências que poderão ocorrer.