Greve dos Correios: fila e atraso de entregas em Sertãozinho

Greve dos Correios: fila e atraso de entregas em Sertãozinho
08/09/2020

Eddie Nascimento

Os funcionários do serviço nacional de correspondências, os Correios, estão em greve. Em Sertãozinho a população já sente os impactos da paralisação.
Nas agências, a fila e a espera pelos serviços oferecidos pela estatal, são longas.
De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores dos Correios na Região de Ribeirão Preto (Sintect-RPO), em Sertãozinho cerca de 80% dos funcionários estão parados. A área de atendimento parou em 90%, e apenas gerentes e supervisores estão trabalhando.
As duas unidades do município funcionam de maneira parcial. Sertãozinho conta com cerca de 35 funcionários. Com isso, o tempo de espera nas agências aumentou.
A greve ocorre desde o dia 18 de agosto e não tem prazo para terminar. É a maior greve dos últimos vinte anos.
O Sintect-RPO ressalta que aguarda a empresa Correios se manifestar, e que a categoria não quer nenhum aumento, mas apenas recuperar os benefícios conquistados ao longo de tantos anos, e que representavam 40% da remuneração final dos trabalhadores. Todos eles já deixaram de receber os benefícios desde o dia primeiro de agosto.
A greve é nacional e já conta com mais de 80% dos trabalhadores parados.