Escola de Educação Ambiental de Sertãozinho é instalação modelo de sustentabilidade

Escola de Educação Ambiental de Sertãozinho é instalação modelo de sustentabilidade
16/09/2019

Plantar a semente da sustentabilidade nas crianças de hoje é fazer florescer, no futuro, a consciência da importância de preservação ambiental. E nada melhor do que cumprir essa tarefa em total sintonia com esses preceitos.

É o que acontece em Sertãozinho, através da Escola de Educação Ambiental “Clóvis Badelotti”, inaugurada em dezembro de 2008. Sua estrutura, construída com madeira de reflorestamento, foi toda projetada de forma sustentável, usando materiais de reaproveitamento e itens que a instituem como instalação modelo de sustentabilidade.

“Com o objetivo de aplicar ações sustentáveis para a conservação de recursos naturais, preservação do meio ambiente e melhoria na qualidade de vida dos usuários, foram instalados itens que minimizam o uso dos recursos naturais e melhoram o acesso ao complexo”, diz o secretário de Meio Ambiente, Carlos Alexandre Ribeiro Gomes.

Nessa linha, a escola possui torneiras com temporizador e redutores de pressão, lâmpadas econômicas, postes de iluminação mantidos por meio de energia solar (sistema de fotocélulas), janelas grandes (que permitem maior luminosidade natural), piso permeável, aquecimento solar, telhado ecológico acoplado a um sistema de captação de água da chuva, sistema de gotejamento, coletor de pilhas e baterias e móveis construídos com materiais reaproveitados.

“Além de tudo isso, o prédio tem o desenho arquitetônico no formato de uma árvore: as salas da entrada representam as raízes; o corredor, o caule; e o quiosque é a copa”, ilustra Carlos Alexandre.

Há também em suas dependências vários ambientes, como área destinada a compostagem, horta orgânica, pomar, orquidário, minhocário, mata ciliar, estufas de germinação e de produção de plantas ornamentais, meliponário e pasto apícola, piloto de agrofloresta, entre outros.

A Escola Ambiental recebe diariamente visitas de alunos da rede pública, privada, entidades e grupos interessados, tanto do município, quanto de cidades vizinhas. Nessas visitas, são trabalhados temas como “Os caminhos da água”, "Educação ambiental e sustentabilidade", ''Diversidade vegetal", "Uso e preservação do solo" e "Destino correto de resíduos”. Destaca-se o projeto “Nossa Colmeia, Nossa Vida”, em parceria com o Viveiro de Mudas de Sertãozinho, no qual são trabalhadas ações para preservação de abelhas nativas sem ferrão.

Outro destaque da Escola é o Projeto “Sala Verde”, uma parceria do município com o Ministério do Meio Ambiente, apoiada também pelo setor privado. Esse projeto conta com acervo multimídia e bibliográfico, além de espaço para exposições de maquetes e de trabalhos que fomentam a sustentabilidade ambiental.

Todas as tarefas da Escola estão baseadas no Programa Municipal de Educação Ambiental, que direciona todas as atividades de educação ambiental no município de Sertãozinho.

Os agendamentos de visitas para 2019 já estão completos. Mas, é importante informar que, o local também possui professoras que realizam atividades nas escolas e eventos relacionados ao meio ambiente, buscando trabalhar a educação ambiental com o maior número de pessoas.

A Escola de Educação Ambiental “Clóvis Badelotti” está localizada na Avenida Dr. Romeu Bonini, s/nº – anexa ao Parque Ecológico e de Lazer “Gustavo Simioni”, sendo gerida pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente.  O horário de funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h30. Telefone para contato: 3491-7117. E-mail: escolaambiental@sertaozinho.sp.gov.br.