Dia Mundial do Diabetes

Dia Mundial do Diabetes
16/11/2020

Bons hábitos alimentares e práticas de exercícios físicos podem prevenir o diabetes

 

Sábado, dia 14 é o "Dia Mundial da Diabetes", a data foi criada para alertar sobre a chamada “doença silenciosa” que todos os anos faz vítimas ao redor do planeta.

Provocado por uma patologia metabólica crônica, o diabetes atinge cerca de 16 milhões de brasileiros. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), metade das pessoas que tem a doença não são diagnosticas. A taxa de incidência aumentou 61,8% no mundo nos últimos dez anos. O número crescente de casos da doença pode estar diretamente relacionado com a má alimentação, sedentarismo e ganho de peso.

O diabetes ocorre quando o pâncreas não consegue produzir insulina suficiente ou quando o organismo não pode mais usar a insulina de forma eficaz. A insulina é usada pelo corpo para estimular as células a absorver a glicose advinda dos carboidratos digestíveis para a corrente sanguínea. Dessa forma, o diabetes pode ser classificado em mellitus tipo 1 e mellitus tipo 2.

O tipo 1 é aquele em que o corpo apresenta, desde o início, deficiência na produção de insulina pelo pâncreas, sendo geralmente diagnosticado na infância ou adolescência. No tipo 2, o corpo não consegue utilizar adequadamente a insulina que produz e pode ser evitado, pois é resultado do excesso de peso, má alimentação e sedentarismo.

 

Como prevenir a doença?

 

Embora os fatores genéticos possam afetar as chances de uma pessoa ter diabetes, a maioria dos pacientes desenvolve a doença como consequência de suas escolhas de estilo de vida. Estudos mostram que o diabetes tipo 2 pode ser evitado por meio da alteração desses padrões de estilo de vida. A alteração mais eficaz é a adoção de uma dieta saudável e equilibrada, que inclua muitos vegetais, frutas, carboidratos de digestão lenta, proteínas magras e gorduras saudáveis.

Uma alimentação saudável é, portanto, o caminho mais eficaz para evitar o diagnóstico da doença.

 

Alimentos não processados

 

Consumir alimentos não processados mantém os níveis de açúcar no sangue estáveis. Alimentos processados causam picos de glicose que podem, ao longo do tempo, causar graves efeitos. Evitar as gorduras saturadas em chocolates, bolos e alimentos processados em favor das gorduras insaturadas mais saudáveis, encontradas em peixes, nozes e óleos saudáveis, é um passo simples, mas eficaz, para alterar a dieta

Para quem já tem uma alimentação saudável e quer reduzir o risco de desenvolver diabetes, a especialista recomenda o consumo de refeições pequenas e frequentes ao longo do dia, evitando níveis erráticos de glicose no sangue e fornecendo um suprimento regular de energia.

 

Ferramentas ajudam a criar bons hábitos 

 

Para quem deseja criar hábitos duradouros e atingir objetivos de saúde a longo prazo, pode utilizar os aplicativos de treinos físicos que ajudam a manter o ritmo de atividades no corpo. Alguns aplicativos ainda oferecem a possibilidade de readequação na agenda do usuário, para caso surja algum imprevisto.

O serviço digital também pode ajudar as pessoas a criarem hábitos alimentares regulares. Seguir uma dieta saudável melhora o desempenho de treino, as habilidades cognitivas e o bem-estar geral. (Com informações do Portal Folha Vitória)